Você está aqui
  1. Exercícios
  2. Exercícios de Geografia
  3. Exercícios sobre relevo brasileiro

Exercícios sobre relevo brasileiro

Esta lista de exercícios medirá a sua capacidade em identificar as principais formas de relevo do território brasileiro, assim como analisar as suas características.

Questão 1

A partir dos seus conhecimentos sobre os processos de formação do relevo, assinale a alternativa que indica uma característica do relevo brasileiro.

A) Presença de grandes cadeias montanhosas.

B) Grande influência de processos tectônicos.

C) Formação de cordilheiras de montanhas.

D) Existência de depressões nas áreas litorâneas.

E) Predomínio de médias e baixas altitudes.

ver resposta


Questão 2

O relevo brasileiro é classificado conforme diferentes critérios geomorfológicos. As duas primeiras classificações do relevo do Brasil, realizadas por Aroldo de Azevedo (1940) e Aziz Nacib Ab'Saber (1970), indicavam duas formações principais. Quais são elas?

A) Cordilheira e montanha.

B) Planalto e planície.

C) Montanha e planície.

D) Montanha e planalto.

E) Depressão e planalto.

ver resposta


Questão 3

Em 1995, Jurandyr Ross desenvolveu uma nova metodologia de classificação para o relevo do Brasil. De acordo com Ross, quais são as três unidades de classificação do relevo brasileiro?

A) Planície, chapada e planalto.

B) Planalto, planície e depressão.

C) Planalto, planície e vale fluvial.

D) Cordilheira, montanha e serra.

E) Montanha, planalto e planície.

ver resposta


Questão 4

Como é denominada a unidade de relevo resultante da deposição de sedimentos recentes, sendo ela de origem marinha, fluvial e ainda lacustre?

A) Planície.

B) Chapada.

C) Planalto.

D) Vale fluvial.

E) Planalto residual.

ver resposta


Questão 5

As formas de relevo brasileiras são resultantes de vários processos geomorfológicos que atuam na superfície ao longo do tempo. O predomínio de menores altitudes no Brasil, quando comparado aos países vizinhos, se deve à:

A) ocorrência de fenômenos tectônicos e à presença de vulcões adormecidos.

B) formação geológica antiga e à acentuada atuação de agentes exógenos do relevo.

C) predominância de áreas de planície e ao regime nival dos maiores rios do país.

D) elevada atuação de agentes endógenos do relevo e ao registro de terremotos.

E) estruturação recente do relevo e à existência de formações de cadeias montanhosas.

ver resposta


Questão 6

A geomorfologia do relevo está intimamente ligada à geologia. No Brasil, quais são as duas principais estruturas geológicas formadoras do relevo?

A) Maciços antigos e bacias sedimentares.

B) Dobramentos modernos e escudos cristalinos.

C) Bacias sedimentares e planaltos residuais.

D) Escudos cristalinos e formações de crátons.

E) Cadeias montanhosas e depressões planálticas.

ver resposta


Questão 7

As ilhas oceânicas brasileiras, como as presentes no arquipélago de Fernando de Noronha, não guardam nenhuma relação com o relevo continental do Brasil. Dessa maneira, qual processo geomorfológico está envolvido na formação dessas ilhas?

A) Acumulação de corais marinhos.

B) Soerguimentos de blocos terrestres.

C) Presença de dorsais mesoceânicas.

D) Ocorrência de vulcanismo submarino.

E) Processo de deposição sedimentar.

ver resposta


Questão 8

O Brasil não apresenta no seu conjunto de formações de relevo as montanhas. A razão para esse fato está atrelada à:

A) diminuta ação de processos intempéricos no relevo local.

B) ocorrência de fenômenos de rebaixamento do relevo brasileiro.

C) remoção natural de sedimentos por meio da ação da erosão.

D) diminuição da atuação dos agentes exógenos de relevo.

E) ausência de dobramentos modernos no território brasileiro.

ver resposta


Questão 9

(UEFS 2011) Os principais tipos de relevo do Brasil foram esculpidos sobre rochas de milhões e milhões de anos.

(TERRA, 2010, p. 36).

Sobre os tipos de relevo, no Brasil, é correto afirmar:

A) A forma dominante do relevo é o planalto, onde os processos erosivos predominam sobre os processos de sedimentação.

B) As depressões da Amazônia Oriental, da Borborema e da borda oeste do rio Paraná merecem destaque entre as depressões brasileiras.

C) Os picos da Bandeira e Agulhas Negras, os mais elevados do país, sobressaem-se nas formações jovens do Sudeste.

D) Os dobramentos modernos atingiram duramente a região serrana do extremo norte do país.

E) As planícies típicas ocupam grande parte do território brasileiro, principalmente na Amazônia Ocidental.

ver resposta


Questão 10

(Unemat 2010) Na proposta de classificação do relevo brasileiro, Ross (1989) apresentou a seguinte caracterização: são as únicas unidades do relevo brasileiro cujo arcabouço consiste em bacias sedimentares recentes, formadas por deposições do período Quaternário.

(MAGNOLI e ARAÚJO, 2005).

A caracterização exposta refere-se a:

A) planaltos.

B) planícies.

C) depressões.

D) bacias sedimentares.

E) crátons.

ver resposta


Questão 11

(FASM 2014) Levando em consideração os agentes formadores do relevo brasileiro, assinale a alternativa que contém a afirmação correta.

A) No território brasileiro, as áreas de derrames magmáticos recentes são responsáveis pela presença de grandes cadeias de montanhas.

B) O Brasil está localizado no centro de placa tectônica, o que favorece a formação de dobramentos recentes.

C) No território brasileiro, as estruturas e as formações litológicas são antigas, porém as formas do relevo são recentes.

D) O território brasileiro está localizado em área de movimentos orogenéticos recentes e amplo processo erosivo.

E) O Brasil está localizado em uma área de intenso processo erosivo e estrutura geológica recente.

ver resposta


Questão 12

(Enem 2014) Os desequilíbrios que se registram nas encostas ocorrem, na maioria das vezes, em função da participação do clima e de alguns aspectos das características das encostas que incluem a topografia, geologia, grau de intemperismo, solo e tipo de ocupação.

CUNHA, S. B.; GUERRA, A. J. T. Degradação ambiental. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Org.). Geomorfologia e meio ambiente. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

Os desequilíbrios resultantes da atuação humana junto às vertentes íngremes do relevo são fortemente ligados ao(à):

A) aumento da atividade industrial.

B) crescimento populacional urbano desordenado.

C) desconcentração das atividades comerciais e dos serviços.

D) instalação de equipamentos urbanos na periferia da cidade.

E) construção de projetos habitacionais voltados à população de baixa renda.

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

Alternativa E. No Brasil, em razão da estrutura geológica antiga e da influência de processos exógenos, o relevo apresenta baixas e médias altitudes. Dessa maneira, predominam-se formas de relevo antigas, muito intemperizadas, como as formações de planalto, as mais comuns no território brasileiro.

voltar a questão


Resposta Questão 2

Alternativa B. As classificações realizadas por Aroldo de Azevedo (1940) e Aziz Nacib Ab'Saber (1970) utilizavam como procedimento metodológico questões relacionadas à altimetria do relevo. Dessa maneira, o relevo do Brasil foi classificado conforme seus aspectos altimétricos. Assim, os planaltos são áreas geomorfológicas de maior altitude, e as planícies, áreas geomorfológicas de menor altitude.

voltar a questão


Resposta Questão 3

Alternativa B. A classificação de Jurandyr Ross (1995) do relevo brasileiro adotou como procedimento metodológico os aspectos formativos, altimétricos e geológicos do relevo, além do levantamento de imagens aéreas. Dessa maneira, o relevo brasileiro foi classificado conforme suas características geomorfológicas, com destaque para os aspectos de formação, em três tipologias distintas: planalto, planície e depressão.

voltar a questão


Resposta Questão 4

Alternativa A. As planícies são formas de relevo aplainadas em que há uma intensa deposição de sedimentos. O processo de deposição sedimentar resulta em formações geomorfológicas recentes, com pouca variação altitudinal, como os vales fluviais.

voltar a questão


Resposta Questão 5

Alternativa B. No Brasil, o relevo possui uma formação muito antiga. Ademais, o território brasileiro é marcado pela atuação de agentes exógenos do relevo, como a erosão e o intemperismo, que atuam diretamente na formação de formas de relevo aplainadas.

voltar a questão


Resposta Questão 6

Alternativa A. No Brasil predominam os maciços antigos e as bacias sedimentares. Os maciços antigos são estruturas geológicas muito antigas formadas por rochas magmáticas e metamórficas. Já as bacias sedimentares são formações rochosas originadas da acumulação de sedimentos oriundos de rochas sedimentares.

voltar a questão


Resposta Questão 7

Alternativa D. As ilhas oceânicas brasileiras foram formadas por processos vulcânicos pontuais, originados por meio de eventos magmáticos no relevo submarino do Oceano Atlântico. A formação das ilhas oceânicas brasileiras não possui ligação com a formação continental brasileira, na qual os processos vulcânicos não tiveram atuação importante.

voltar a questão


Resposta Questão 8

Alternativa E. O Brasil não possui dobramentos modernos, ou seja, grandes estruturas de relevo formadas por rochas magmáticas e sedimentares. Sendo assim, é correto afirmar que o Brasil não possui montanhas.

voltar a questão


Resposta Questão 9

Alternativa A. O tipo de relevo predominante no território brasileiro é o planalto. Essa forma geomorfológica é caracterizada pelo predomínio do processo de erosão, que resulta em uma formação aplainada de relevo.

voltar a questão


Resposta Questão 10

Alternativa B. O relevo brasileiro é caracterizado por estruturas geológicas antigas. A exceção são as planícies, que são depósitos sedimentares recentes, marcadas pelo processo de deposição.

voltar a questão


Resposta Questão 11

Alternativa C. O Brasil apresenta uma geologia muito antiga. Porém, no que toca ao relevo propriamente dito, o território brasileiro possui formas geomorfológicas recentes, em razão dos processos de intemperismo e erosão, que são intensos no país.

voltar a questão


Resposta Questão 12

Alternativa B. O crescimento desordenado das cidades resultou na ocupação das encostas do relevo. Essas zonas, chamadas de vertentes, são geomorfologicamente muito instáveis. A ocupação humana, atrelada à remoção da vegetação e à menor capacidade de infiltração da água nas vertentes, provoca deslizamentos de terra, gerando perdas materiais e humanas.

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
  • Elipse

    Resolva nossos exercícios sobre elipse para fixar seus conhecimentos!
  • Uso dos porquês

    Que tal exercitar seus conhecimentos sobre os porquês? Responda!
  • Verbos

    O quanto você conhece sobre verbos? Nossas questões te colocam à prova!